You are currently viewing Como tratar os casos de covid-19 durante a gestação ou pós-parto? Novo manual traz orientações
Arte sobre foto Pxhere / Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera

Como tratar os casos de covid-19 durante a gestação ou pós-parto? Novo manual traz orientações

Por: Flávia Coltri

Fonte: Jornal da USP

A pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe diversas dificuldades e desafios para os profissionais da saúde. Um exemplo significativo desses desafios é a dificuldade no atendimento e acompanhamento das gestantes e mulheres que acabaram de dar à luz durante esse período conturbado e perigoso.

Com o objetivo de orientar nesse processo, o Ministério da Saúde desenvolveu o Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera, com a participação dos professores Silvana Maria Quintana e Geraldo Duarte, ambos do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, na área sobre tratamentos do material.

Silvana Maria Quintana, do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) – Foto: Reprodução/Doctoralia

Segundo Silvana, o manual é extremamente importante para direcionar os profissionais da saúde no cuidado das pacientes. “O manual serve como um norte, uma referência para os profissionais da saúde de como conduzir e tratar os casos de covid durante a gestação ou pós-parto. A importância desse manual é enorme porque direciona os profissionais com base nas melhores evidências científicas obtidas até o momento.”

A professora chama a atenção para a importância das pacientes também estarem bem orientadas sobre os cuidados com a covid-19. “Durante o período da gravidez, o organismo da mulher sofre inúmeras modificações que podem influenciar em uma evolução desfavorável caso a mulher contraia a covid. Também é comum que os sintomas da covid-19 sejam subvalorizados por serem confundidos com efeitos normais da gestação. Portanto, é muito importante que as pacientes estejam bem informadas tanto para evitar a doença como para buscar ajuda rapidamente em casos de febre persistente, falta de ar, dor no peito e assim por diante.”