USP busca voluntários para pesquisa sobre impacto da privação no ambiente escolar no desenvolvimento infantil

Pesquisadoras da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP precisam de voluntários pais, professores e fonoaudiólogos para participar como avaliador de questões sobre aspectos cognitivos, linguísticos, sociais e afetivos. A participação é para o estudo sobre o impacto da privação do ambiente escolar no desenvolvimento infantil de crianças em idade pré-escolar, de zero a cinco anos e 11 meses, na pandemia. 

O objetivo é caracterizar as famílias e os contextos familiares dos pré-escolares; verificar os efeitos decorrentes da privação do ambiente físico escolar no desenvolvimento infantil de crianças pré-escolares na percepção dos familiares, em relação aos aspectos cognitivos, linguísticos, sociais e afetivos.

Para participar, os voluntários precisam ser pais, professores ou fonoaudiólogos de crianças com idade entre zero e cinco anos e 11 meses.  Com a experiência dos participantes com as crianças, eles contribuirão para julgar questões sobre o impacto da privação do ambiente escolar no desenvolvimento infantil e poderão dar sugestões de mudanças para tornar as questões mais adequadas.

A primeira etapa da participação consiste no preenchimento de um questionário on-line, neste link. A segunda etapa envolve a colaboração em novo questionário com duração estimada de 20 minutos.

O estudo é realizado pela aluna de Fonoaudiologia Gabriela Gomes Prado de Almeida sob orientação da professora colaboradora Tatiane Martins Jorge, ambas da FMRP.

Mais informações: gabrielaalmeida@usp.br