Professor da USP debate financiamento de pesquisa científica com legisladores norte-americanos

O professor João Marcello Furtado do Departamento de Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP participou do ARVO Advocacy Day. A participação integra o Prêmio Achievements in Eye and Vision Advocacy concedido pela Associação para Pesquisa em Visão e Oftalmologia (sigla ARVO, em inglês) ao pesquisador em novembro de 2020.

O evento, realizado no dia 19 de fevereiro de forma virtual por causa da pandemia, envolveu reuniões com deputados e senadores norte-americanos para debater sobre a importância do investimento em pesquisa científica. Além dos legisladores e do professor Furtado, o encontro contou com o pesquisador Jarrod C. Harman da Louisiana State University, que recebeu o Prêmio Emerging Advocate.

“Participamos de um treinamento prévio com o setor de Comunicação da ARVO com técnicas de apresentação e condução de conversas. Já na reunião com os senadores, debatemos a importância da ciência como instrumento gerador de intervenções que melhoram a qualidade de vida da população, como o desenvolvimento de tratamentos que podem restaurar a visão das pessoas”, conta.

Os pesquisadores citaram diversos projetos financiados pelo governo norte-americano que transformaram a qualidade de vida da comunidade. “Através de gráficos, verificamos um aumento das verbas para pesquisa em oftalmologia no país, mas esse aumento não acompanhou a inflação. Por isso, nosso objetivo foi solicitar o aumento do orçamento acima da inflação em 2022”.

O Advocacy Day é organizado anualmente pela ARVO e National Alliance for Eye and Vision Research (NAEVR) com o objetivo de discutir sobre o financiamento federal em ciência. “É uma experiência interessante para pensarmos em como replicar essa iniciativa no âmbito universitário brasileiro para que os pesquisadores tenham diálogo direto com os representantes em Brasília”, completa.

Prêmio internacional da ARVO

O professor Furtado recebeu o prêmio Achievements in Eye and Vision Advocacy, que é um reconhecimento aos membros da ARVO pela contribuição e dedicação para o avanço da pesquisa na oftalmologia.

“Além da visibilidade para o nosso trabalho e para a Universidade, é um reconhecimento para a oftalmologia brasileira. Fico muito feliz pelo prêmio e desejo que os resultados sejam material para o desenvolvimento de políticas públicas e que esse tipo de pesquisa seja inspiração para os novos pesquisadores”, finaliza.

Na sua trajetória profissional, o professor foi responsável pela facilitação do Plano Nacional Visão 2020 a convite do Ministério da Saúde de Moçambique e pelo planejamento estratégico para a América Latina. Além disso, é consultor médico da Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira (IAPB).

Furtado fez a graduação em Medicina e o doutorado pela FMRP, realizou residência em Oftalmologia pelo Hospital das Clínicas da FMRP. Também é especialista em Oftalmologia pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia com pós-doutorado no Casey Eye Institute, Oregon Health & Science University dos Estados Unidos e na Universidade Federal de São Paulo.