Parceria viabiliza desospitalização de pacientes crônicos da Unidade de Emergência

UE1

Um dos maiores problemas do SUS tem sido a desospitalização de pacientes crônicos com alta dependência (necessidades de cuidados intensivos de enfermagem), mas que deixaram de ser de alta complexidade (já não requerem cuidado médico ou recursos diagnósticos ou terapêuticos de alta complexidade).

Uma parceria da Unidade de Emergência, com o DRS XIII e com o município de Ribeirão Preto, viabilizou a transferência dos pacientes crônicos internados na UE para as Santas Casas de São Simão, Guariba e Altinópolis.

A Unidade de Emergência faz o acompanhamento desses pacientes e sua evolução,  inclusive com a responsabilidade de porta aberta na UE em caso de intercorrência e mesmo em caso de óbito.

Como resultado imediato, essas transferências fizeram com que o número de pacientes internados na enfermaria de Neurologia da Unidade de Emergência tivessem um acréscimo de 100% e a UTI adulto teve um aumento em sua rotatividade em torno de 25% em comparação a sua série histórica de ocupação.  Além do número de pacientes na Sala de Urgência ter diminuído, o que propiciou uma maior qualidade técnica no atendimento e uma maior humanização para paciente e familiares.

Referência: Assessoria de Imprensa HCFMRP-USP

Home      Voltar
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Av. Bandeirantes, 3900 - Monte Alegre - CEP: 14049-900 Ribeirão Preto/SP.

acesse nossas comunidades logo_face logo_tw stoa-logo-white TV_Complexo0

Desenvolvido por Xpirit