Hospital Estadual Américo Brasiliense é tema da III Oficina dos Hospitais de Referência em Humanização da Secretaria de Estado da Saúde

HEAB

O Hospital Estadual Américo Brasiliense participou no dia 18 de junho, em São Paulo, da III Oficina dos Hospitais

Referência em Humanização da Secretaria de Estado da Saúde. O tema desta terceira edição foi o Grupo de

Trabalho do HEAB, ação de gestão compartilhada realizada pelos colaboradores da instituição em parceria com a

diretoria do hospital.

A oficina iniciou no período da manhã com palestras do Diretor Geral, Dr. Tales Rubens de Nadai, que apresentou a

instituição aos participantes, além da Coordenadora Multiprofissional e Humanização, Cleice Levorato que falou

sobre a humanização no HEAB e da Enfermeira e presidente do Grupo de Trabalho do HEAB, Diana Brankinho que

abordou o funcionamento do Grupo de Trabalho.HEAB3

Ainda no final da manhã e após as apresentações, foram realizadas perguntas aos representantes do Hospital

Estadual Américo Brasiliense, sobre o funcionamento da Humanização na instituição. Já no período da tarde, em

uma roda de conversa, foram sanadas  dúvidas pontuais sobre o funcionamento do Grupo de Trabalho, e ações da

gestão participava aplicada no AME e Hospital Estadual Américo Brasiliense.

Único hospital referência em humanização do interior do estado de São Paulo o Hospital Estadual Américo

Brasiliense apresentou o Grupo de Trabalho como ferramenta referência em humanização. Segundo aHEAB2

coordenadora multiprofissional e de humanização do Hospital Estadual Américo Brasiliense, Cleice Levorato, o

Grupo de Trabalho do HEAB é um espaço de encontro garantido institucionalmente, onde, colaboradores de

diversas áreas que atuam no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) e HEAB, se reúnem, em rodas de

conversa para discutirem assuntos referentes aos processos de trabalho cotidianos.

“Um dos principais objetivos é promover a gestão participativa e a valorização do trabalhador, duas diretrizes da

Politica Nacional de Humanização (PNH) que visam à participação dos trabalhadores no planejamento, execução e

avaliação das praticas de saúde, favorecendo a dinâmica comunicacional”, finalizou a coordenadora.

Realizada pelo Núcleo Técnico de Humanização da Secretaria do Estado da Saúde de São Paulo, a oficina tem o

objetivo de aprimorar e trocar experiências desenvolvidas entre instituições do estado de São Paulo.  Para a

Assistente Técnica do Núcleo de Humanização da Secretaria de Estado da Saúde, Elania Ferreira, esse tipo de

encontro é fundamental para expandir a humanização no estado.

“Hoje estiveram presentes representantes de hospitais e Departamentos Regionais de Saúde de norte a sul do

estado e para disseminar a humanização precisamos colocar as pessoas para conversar, porque quando um

hospital conversa com outro eles se reconhecem. E a experiência vem mostrando que isso é mais estimulador, e se

a gente quer uma rede fortalecida, nós precisamos minimamente que as pessoas se conheçam. Precisamos de uma

rede vida e não uma rede de papel”, disse Elania.

Ainda segundo a Assistente Técnica do Núcleo de Humanização, desde 2012, quando a Secretaria de Estado da

Saúde realizou um levantamento, o HEAB já apresentava um trabalho diferenciado nesse quesito, o que fez com

que nos aproximássemos e pudesse chegar hoje a apresentar esse trabalho com referência para o estado.

Para a articuladora do Núcleo Técnico de Humanização da Secretaria de Estado da Saúde do Departamento

Regional de Saúde XVII – Vale do Paraíba e Litoral Norte, Edna Silva Pinheiro, a apresentação do HEAB é baseada na

Politica de Humanização e possibilitou criar novas ideias.

“Achei bastante positivo, eu trabalho na região do Vale do Paraíba e do Litoral norte com 39 municípios e a

experiência de gestão e transversalidade de participação apresentada foi muito rica e sugeriu muitas possibilidades

de trabalho. A apresentação guarda bastante relação com dispositivo da politica de humanização”, afirmou Edna

Pinheiro.

Para disseminar a humanização no estado de São Paulo, a Secretaria de Estado da Saúde, criou a Politica Estadual

de Humanização e o Núcleo Técnico em Humanização, além de contar com articuladores alocados em cada

Departamento Regional de Saúde e com seis instituições referência em humanização no estado.

 

Referência: Assessoria de Imprensa Hospital Estadual Américo Brasiliense – Por: Cássio de Paula

Home      Voltar
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Av. Bandeirantes, 3900 - Monte Alegre - CEP: 14049-900 Ribeirão Preto/SP.

acesse nossas comunidades logo_face  logo_tw  stoa-logo-white AlumniUSPTV_Complexo0 

Desenvolvido por Xpirit