HC realiza campanha de combate ao AVC

AVCO Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a principal causa de morte no Brasil e a principal causa de incapacidade no mundo! Estimam os especialistas que uma em cada seis pessoas pode ter um AVC na vida.

Para alertar a população, a Rede Brasil AVC aproveita as comemorações do Dia Mundial do AVC, 29 de outubro, e realiza atividades interativas em parques e praças, de 26 de outubro a 3 de novembro, na Campanha Nacional de Combate ao Acidente Vascular Cerebral.

Em Ribeirão Preto, equipes multiprofissionais do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP (HCFMRP), Hospital Estadual e da Secretaria Municipal da Saúde se revezam em programação especial, que começa dia 29 de outubro, no centro da cidade. Das 8 às 12 horas, nesse dia, esses profissionais estarão no calçadão da Praça XV de Novembro, orientando à população sobre os fatores de risco do AVC; prevenção e tratamentos disponíveis; distribuição de materiais educativos; aferição de glicemia e pressão arterial. Atividades interativas de orientações sobre o reconhecimento dos sintomas do AVC e os tratamentos existentes também integram as realizações do movimento.

No sábado, dia 2 de novembro, as equipes farão uma Caminhada que saíra às 8 horas da Av. Prof.João Fiúsa, 2000. À noite, ainda no sábado, estarão das 18 às 21 horas com estande de orientação, atividades educativas, mediçaõ de pressão arterial e glicemia, no Novo Shopping.

Encerram a campanha no domingo, 3 de novembro, com as mesmas atividades de orientação nos estandes a partir das 8 horas no Parque Prefeito Luiz Roberto Jábali (Curupira).


Mais sobre a campanha e o AVC

O tema, escolhido pelos líderes da Organização Mundial de AVC (World Stroke Organization – WSO), destaca o fato de que o AVC pode ser prevenido e que aqueles que sofreram a doença podem se recuperar totalmente, mantendo a qualidade de vida com o atendimento e tratamento corretos. Apontam ainda, a importância da família e cuidadores, e das associações de apoio aos familiares. O AVC ocorre em virtude de alterações do fluxo sanguíneo no cérebro, podendo se originar a partir de uma obstrução de vasos sanguíneos (acidente vascular cerebral isquêmico) ou de uma ruptura do vaso (acidente vascular cerebral hemorrágico), este de maior letalidade. Os principais fatores que podem desencadear um AVC são: pressão alta, diabetes, colesterol alto, sedentarismo, tabagismo, obesidade, problemas cardíacos, maus hábitos alimentares e estresse.

Os especialistas enfatizam ainda que o AVC é “uma emergência médica e precisa ser rapidamente reconhecido e tratado”. No Brasil, o AVC é a principal causa de morte e de incapacidade permanente. Um estudo realizado na USP de Ribeirão Preto confirma que a população é muito mal informada sobre o AVC. Um dos responsáveis pela pesquisa, o neurologista Octávio Marques Pontes-Neto, garante que um dos motivos para o grande número de sequelas e óbitos no país é a falta de informação sobre como reconhecer os sintomas. “AVC é uma emergência médica e todos devem saber reconhecer seus sintomas”, afirma o neurologista. Os principais sintomas de AVC são:

- Inicio súbito de fraqueza muscular ou dormência em um lado do corpo.

- Perda súbita da fala, dificuldade para falar (fala enrolada) ou para entender os outros.

- Perda súbita da visão em um ou ambos os olhos

- Dificuldade para mover um lado do corpo ou andar de início súbito.

- Dor de cabeça inédita com início súbito (explosivo)

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 90 mil pessoas morrem por ano no país em decorrência do AVC, doença responsável também por 40% das aposentadorias precoces. A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que mais de 15 milhões de pessoas têm AVC por ano no mundo, sendo que aproximadamente cinco milhões de pessoas morrem e outros cinco milhões ficam com sequelas mentais e físicas.

A campanha em Ribeirão Preto conta com o apoio de profissionais de saúde do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP, Hospital Estadual e Secretaria Municipal da Saúde, com apoio da Prefeitura de Ribeirão Preto. Pesquisadores que atuam na área, alunos e residentes da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP, além dos demais profissionais da cidade, realizam o movimento de orientação à população. Os trabalhos acontecerão durante toda a semana nos Núcleos de Saúde da Família, Unidades Básicas de Saúde, Programa de Integração Comunitária, CIR-HERP (Centro Integrado de Reabilitação) e CER-HCFMRP (Centro de Reabilitação do HCFMRP-USP).

Mais informações: (16) 3602.1147 ou 3602.1293

Referência: Portal de Informações da USP / Ribeirão Preto – Imagem: drjarinaldiacupuntura.blogspot.com

A reportagem referente ao assunto veiculada no Jornal da EPTV está disponível nesta Edição, em “VÍDEOS EM DESTAQUE”. Acesse-o clicando AQUI

Home      Voltar
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Av. Bandeirantes, 3900 - Monte Alegre - CEP: 14049-900 Ribeirão Preto/SP.

acesse nossas comunidades logo_face logo_tw stoa-logo-white TV_Complexo0

Desenvolvido por Xpirit