HC em obras para um hospital cada vez melhor

obras HC

As obras no Hospital das Clínicas

O plano de obras foi inserido no Programa de Modernização dos Hospitais Universitários do Governo de São Paulo,  lançado em 2012.

O HCRP foi  contemplado com  R$58.315.000,00,   para o término das obras do HC Criança e R$70.159.330,00  para reformas e ampliações de áreas assistenciais e de infraestrutura e  compra de equipamentos.  O total de investimentos do governo de São Paulo somente para obras  no HCRP chegará a R$128.474.330,00. Já estão em tramitação os processos para  a compra de equipamentos e contratação de pessoal.

Inúmeras obras já foram entregues e algumas delas  são destinadas a melhorias  da  infraestrutura do HCRP,  como os dois  novos estacionamentos, o terminal de ônibus junto à portaria 4 ( com cantina, sanitários e área de lazer), abrigos nas calçadas, a nova garagem para a  Divisão de Transporte, os arquivos ativo e semiativo, nova caldeira (a gás)  e a  sua  linha de vapor, novo poço de água e adutora, reestruturação da rede elétrica com a aquisição de  novos geradores.

Na parte de assistência,  também já foram  entregues as obras  de ampliação da Central de Quimioterapia e Ambulatório de Oncologia, reforma e nova climatização das enfermarias de Hematologia  e TMO, a Unidade de Pesquisa Clínica, as salas do Centro Regional de Imunização (CRI), as quatro salas do Ambulatório de Pré-Anestesia (APA)  e  o Centro de Endoscopia.

No Bloco Cirúrgico, estão em andamento as obras de ampliação da CTI pós-operatória ( junto à Central de Recuperação pós-anestésica)  e modernização de duas salas cirúrgicas.  Esta etapa precede a reforma do Centro de Cirurgia Ambulatorial que será adaptado para atender as exigências da VISA. Foram ampliados mais dois consultórios de Odontologia.

No 9º e 10º andares, prosseguem as obras para a instalação do Centro de Transplante de Órgãos Sólidos e no antigo espaço do arquivo médico, seguem as obras da nova Unidade Coronariana.

Nas áreas do antigo CCI, estão em ritmo acelerado as obras da Unidade de Otorrino e Fonoaudiologia e ao seu lado, as obras da Clínica Civil. Atravessando a rua Alberto Raul Martinez,  está sendo construído o novo estacionamento com 800 vagas para carros, ônibus e ambulâncias, com cantinas, sanitários e áreas de lazer,  para solucionar o problema de estacionamento de pacientes e acompanhantes.

Entre as obras previstas para início no segundo semestre estão o Centro de Reprodução Humana e  a ampliação da Central de Hemodiálise.  Investimentos continuarão a serem feitos na rede elétrica e na área de informática.

Para o próximo ano, está prevista a  remodelação da UETDI e a ampliação da Oftalmologia.

Todos esses movimentos de obras têm como finalidade a liberação de espaços físicos  que serão estrategicamente alocados para as obras da nova CTI com capacidade de 40 leitos  (após desocupação da UTR) e a ampliação do Bloco Cirúrgico (após a desocupação do  Centro Obstétrico  e do Laboratório de GO).

Finalmente, estão céleres as obras para o término do HC Criança,  que deverá  ser entregue para entrar em funcionamento nos próximos meses. Esta obra inclui a instalação de  234 leitos e a  ampliação do CER  que albergará o ambulatório de ortopedia e as oficinas ortopédicas e na  extensão do 2º andar, a ampliação da  Central de Material e Esterilização.

Todas estas melhorias  não poderiam ser realizadas sem o importante apoio da Secretaria Estadual de Saúde que tem incentivado a melhoria dos Hospitais  de Ensino no sentido de facilitar a implantação da nova rede hospitalar de saúde do Estado de São Paulo,  que terá nos Hospitais Universitários as chamadas Unidades Estruturantes para acolher os casos de maior complexidade gerados pelas redes  secundária e primária  de saúde.

A  execução das obras, mantendo-se as atividades normais do HCRP,  traz  como consequência a  dilação  do prazo de execução de entrega das mesmas. É frequente  o remanejamento de áreas e pacientes  para abrir frentes de trabalho para as empreiteiras que muitas vezes têm de interromper os serviços por causa das atividades assistenciais nas proximidades.   Por essas razões  estamos com o cronograma de obras atrasado em um ano.  Entretanto,  vale  destacar   a cooperação de nosso corpo clínico,  servidores, estudantes  e usuários, pela compreensão e paciência ao conviver com tantas obras que certamente causam desconforto pelo barulho, poeira e entulhos,  mas que são necessárias para as melhorias desejadas pelo nosso Hospital. Estamos nos preparando para os desafios do sistema de saúde para os próximos anos e  vamos nos consolidando como a maior instituição pública  de saúde do interior do país, pois no próximo ano,  esperamos atingir a marca dos 1.100 leitos a serviço da comunidade paulista.

HC em obras: Estamos construindo um hospital cada vez melhor

O HC está em obras. Os pacientes, acompanhantes e funcionários estão dividindo o espaço do hospital com engenheiros, pedreiros, andaimes, escadas e muitos outros equipamentos.

São mais de 20 obras acontecendo simultaneamente,  que vão melhorar a qualidade do atendimento e modernizar a infraestrutura do hospital para atender à demanda de alta complexidade.

O Governo do Estado está investindo mais de R$ 161 milhões nestas obras, que começaram em 2011 e vão se estender até 2016. O valor também contempla equipamentos.

Obras do HC Criança a todo vapor

Com 233 leitos,  o HC Criança será o primeiro hospital da região com foco 100% no atendimento do público infantil, centralizando todas as especialidades pediátricas em um único prédio.

Para a finalização dessa construção, foram investidos  R$ 42 milhões para construção do prédio e  R$34 milhões em equipamentos.

O prédio do HC Criança abrigará as enfermarias do Centro Obstétrico, Berçário, Alojamento Conjunto, UTI Neonatal, CTI Pediátrica e CTI Neonatal, além do CIREP (Centro de Cirurgia em Epilepsia) e Apoio Acadêmico. No ambulatório, haverá equipamentos de radiodiagnóstico e área para Oftalmologia.

A expectativa do Hospital é fazer 25 mil atendimentos por ano.  Para dar conta de toda a demanda, serão contratados 518 novos funcionários que vão se somar aos que já estão na estrutura do HC  que serão transferidos para o trabalho no novo prédio.

Depois de pronto, o HC Criança irá abrir espaços em praticamente todos os andares do HC Campus, que tem enfermarias específicas para crianças ou tem crianças internadas com adultos.

O deslocamento das crianças e adolescentes para o novo ambulatório do HC Criança também permitirá uma ampla reorganização dos ambulatórios atuais.

Para a professora Marisa Márcia Muss Pinhata, chefe do Departamento de Puericultura e Pediatria da FMRP-USP, o HC Criança representa a materialização de um sonho há muito acalentado e necessário: o espaço de atendimento integral à criança com condições que exijam assistência de alta complexidade. Serão priorizados a interdisciplinaridade e o atendimento humanizado. O planejamento das atividades está sendo cuidadoso e participativo. Inovações tecnológicas estão sendo incorporadas à infraestrutura hospitalar, além da ambientação com motivos lúdicos.

HC investe R$ 4 milhões no Ambulatório de Ortopedia, CER e ampliação da Oficina Ortopédica

O Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto está investindo R$ 4 milhões nas reformas do Ambulatório de Ortopedia, no Centro de Reabilitação e na ampliação da Oficina Ortopédica.

Após a reforma, o Ambulatório de Ortopedia será transferido para uma área contígua ao Centro de Reabilitação, com o objetivo de oferecer mais conforto aos pacientes e acesso fácil ao CER. A atual área da Ortopedia, quando desocupada, será utilizada para readequação de outros ambulatórios.

O CER passa por reforma e manutenção da parte da infraestrutura para adaptar o ambiente à reabilitação de pacientes de alta complexidade, como amputados, lesados medulares, vítimas de AVC, crianças portadoras de paralisia cerebral, mielomeningocele, entre outras, além de adequar a área para o recebimento dos atendimentos médicos em Ortopedia.

Para o professor Edgard Engel, com a criação do CER houve a ampliação do serviço de Fisioterapia e a aglomeração dos outros setores de reabilitação, como a Fisiatria, a Terapia Ocupacional, Psiquiatria e outras. Mas a distância entre os ambulatórios dificultou a troca de informações e a padronização de conduta. “Com a reforma, a integração entre a Ortopedia e a Reabilitação será resgatada. A possibilidade de discussão de casos entre os profissionais pela proximidade física, se traduz em tratamentos mais efetivos e rápidos, beneficiando muito os pacientes”, afirma Edgard.

Oficina - A ampliação da Oficina Ortopédica, que é a única unidade distribuidora de próteses e cadeiras de rodas da região, também vai gerar benefícios aos pacientes.

Ampliação da Odontologia Hospitalar

A Odontologia Hospitalar será triplicada, passará de 1 para 3 consultórios. O investimento vai  ajudar a melhorar o serviço já existente, que atende pacientes com complicações sistêmicas que exigem cuidados odontológicos em ambiente hospitalar,  pacientes que apresentem doenças complicadas por patologias odontológicas, cardíacos que exigem cuidados especiais, ou que fazem uso de anticoagulantes, por exemplo.Também atende as necessidades de pacientes que fazem quimioterapia, radioterapia, do diagnóstico precoce de doenças autoimunes e de tumores de cavidade oral, etc.

O investimento é de R$ 160 mil.

Central de Material e Esterilização

A Central de Material e Esterilização (CME) será totalmente readequada, permitindo mais conforto, funcionalidade e melhoria no fluxo das atividades.

A nova área ocupará o primeiro andar que abrigará a recepção e lavagem, preparo, desinfecção, esterilização, estocagem e distribuição de materiais, estando de acordo com o projeto físico funcional recomendado pela legislação vigente.

O local receberá também uma área nova com uma laje que será construída entre a CME atual e o Laboratório de GO.

Leitos da Unidade Coronariana serão triplicados

A Unidade Coronariana terá, ainda este ano, o triplo de sua capacidade de recebimento de pacientes. Vai passar dos atuais 5  para 15 leitos. O investimento é de R$ 2,3 milhões.

A nova Unidade Coronariana (UCO) vai ocupar o antigo espaço do Serviço de Arquivo Médico (SAM), que ganhou novo prédio mais adequado para a demanda. Todos os leitos terão box individual e monitorização contínua, prescrição e prontuário eletrônicos. O local também é estratégico, pois fica no mesmo andar dos laboratórios de exames complementares da Divisão de Cardiologia.

Central de transplante terá 34 leitos

A Central de Transplantes vai receber R$ 2,4 milhões de investimento e passará a ter 34 leitos, nove a mais do que os atuais 25. O local é responsável por receber pacientes que receberam transplantes de fígado, rim e pâncreas.

A Central reforça o objetivo do HC em atuar na área para a Instituição foi desenhada, ou seja, ser um hospital para atender casos de alta complexidade.

Em 2012, foram feitos mais de 220 transplantes no hospital.

Estacionamento com 800 vagas

O novo estacionamento  em construção para atender os  pacientes e acompanhantes foi projetado para receber 800 carros particulares, ônibus e ambulâncias.

O espaço terá lanchonetes, uma ampla área coberta de descanso para pacientes e motoristas e um complexo de sanitários públicos. A obra custará R$ 3,9 milhões.

Novo Centro de Otorrino e Fonoaudiologia

O novo Centro de Otorrino e Fonoaudiologia será totalmente reformulado. O serviço que hoje conta com 20 salas de atendimento e exames passará a ter 47.

O Centro de Otorrinolaringologia terá 22 salas (consultórios e exames), 6 leitos de observação, área administrativa,  salas de aula e  laboratório de microdissecção.

Na Fonoaudiologia, o projeto prevê a construção de 12 salas de atendimento terapêutico, 10 salas de cabines audiométricas,  sala de diagnóstico de voz e fala,  além de sala de Odontologia com 3 equipamentos e 2 salas de atendimento em grupo.

A obra de 1.850 m² será entregue em novembro e estão sendo investidos R$ 6,8 milhões.

Primeira etapa da reforma do Centro Cirúrgico quase pronta

A primeira etapa da reforma do Centro Cirúrgico está quase pronta.  Nesta fase, foram investidos R$ 10 milhões. Isso vai provocar melhora sensível no atendimento a pacientes que precisam de cirurgia, reduzindo o tempo de espera. O aumento no volume de cirurgias já será alterado nos próximos meses. Duas das oito salas planejadas entrarão em funcionamento até o final de 2014.

Nesta primeira etapa, além das duas salas cirúrgicas, serão reformados e ampliados a central de materiais e leitos de UTI para recuperação que vão passar dos atuais seis para 10 leitos.

Reformas Concluídas

- Reforma da Enfermaria de  Psiquiatria UE (de 6 para 8 leitos) – R$ 179 mil

 - Reforma do CTI -UE e Centro Cirúrgico UE (3 para 5 salas) – R$ 409 mil

 -Novo depósito de resíduos recicláveis e resíduos químicos – R$ 674 mil

 - Ambulatório Pré-anestésico (4 consultórios), Unidade de Pesquisa Clínica  (5 consultórios), Centro Referência Imunobiológicos Especiais (Adequação VISA) -  Total R$ 390 mil

 -Nova área para arquivo médico ( ativo e semiativo) – R$ 1.619 milhões

 -Impermeabilização  do teto dos Ambulatórios (R$ 468 mil)

 -Reforma do Ambulatório de Oncologia e Central de Quimioterapia (de 6 para 8 consultórios) – R$ 490mil

 - Reforma da Imunohistoquímica Serviço de Patologia (Instalação de equipamento de automação) – R$ 26 mil

 -Ampliação da Unidade Coronariana UE  (7 para 9 leitos) – R$ 236mil

 -Reforma de banheiros das áreas ambulatoriais – R$ 69mil

 -Cobertura da passarela externa dos ambulatórios- R$ 278mil

 -Sala de Telemedicina – R$ 152mil

 -Reforma da sala digitalização  de prontuários – R$ 72 mil

 -Caldeiras e Divisão de transportes- R$ 1638 milhão

 -Novo poço, adutora  e rede de água- R$ 864 mil

 -Restauração da fachada da UE (R$ 302mil)

 -Reforma das Enfermarias  UE  (melhoria/humanização) – R$ 175 mil

 -Reforma das salas Tomógrafo e RX digital UE (Instalação novos equipamentos) -   R$ 201 mil

 -Adequação do SAMSP (R$ 530 mil)

 -Reforma da rede elétrica (R$ 1.619 milhão)

 -Reformas da rede de água e vapor (R$ 1.768 milhão)

Referência: Assessoria de Imprensa HCFMRP-USP

Home      Voltar
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Av. Bandeirantes, 3900 - Monte Alegre - CEP: 14049-900 Ribeirão Preto/SP.

acesse nossas comunidades logo_face logo_tw stoa-logo-white TV_Complexo0

Desenvolvido por Xpirit