Ex-alunos do curso de Informática Biomédica da FMRP-USP são premiados pela ONU, pelo sistema CleverCare, considerado o melhor software em saúde do Brasil

Equipe

A Organização das Nações Unidas (ONU), dá ao sistema CleverCare, desenvolvido pela Kidopi (www.kidopi.com.br), primeira empresa de Informática Biomédica fundada por egressos da Faculdade de Informática Biomédica da FMRP-USP, o título de melhor software do Brasil. A Kidopi é dirigia pelos ex-alunos do curso de Informática Biomédica da FMRP-USP Mario Sérgio Adolfi Júnior, que recentemente defendeu sua tese de doutorado, sob a orientação do Prof. Dr. Antonio Pazin Filho (FMRP-USP), Hugo César Pessotti e Juliana Pollenttini, ambos Pós-Graduandos da FMRP-USP, também, sob a orientação do Prof. Pazin.

O WSA (World Summit Award), é uma premiação global que acontece desde 2003, em anos ímpares, com objetivo de premiar o melhor em conteúdo e aplicativos para celulares e dispositivos móveis.

Além de ser eleita o melhor software de informática em saúde do Brasil o CleverCare será o representante brasileiro na etapa mundial da premiação, a qual será realizada dia 17 de setembro, em Baku, Azerbaijan, disputando com outros representantes de 86 países.

Essa é a segunda premiação concedida pela ONU à empresa, incubada na Supera Incubadora desde 2009. “O prêmio reforça o compromisso que as empresas ligadas à Supera têm em desenvolver soluções inovadoras. Também reforça a competência de Ribeirão Preto para desenvolver talentos na área da saúde e tecnologia”, ressalta Saulo Rodrigues, gerente da Incubadora. Em 2013, a Kidopi venceu a etapa nacional com o sistema HealthBI, que oferece aos gestores hospitalares o acesso, em tempo real, à indicadores e ferramentas de gestão inteligente.

PRÊMIO ONU

Em 2015, a empresa foi reconhecida pelo CleverCare, um framework para controle, gestão e orientação de pacientes que necessitam de acompanhamento médico contínuo “O CleverCare utiliza algoritmos e recursos de inteligência artificial e permite a comunicação com o paciente por meio de mensagens SMS. São enviadas perguntas sobre a evolução dos sintomas, lembretes de horários de medicamentos e consultas, além de permitir que o paciente tire dúvidas sobre a doença e tratamento”, explica Mário Adolfi Júnior, diretor executivo da Kidopi. . A solução está em funcionamento no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, atendendo pacientes portadores de diabetes.

Sobre o prêmio

O WSA é a maior premiação de conteúdo digital do mundo. O objetivo é selecionar e promover os melhores e mais inovadores conteúdos digitais do mundo, valorizando a relevância em relação ao contexto em que foi criado, bem como a contribuição à inclusão e acessibilidade digitais.

O WSA teve início em 2003, em Genebra, no âmbito da Cúpula das Nações Unidas sobre a Sociedade da Informação (WSIS – World Summit on the Information Society) e vem sendo realizado a cada dois anos, sendo coordenado pelo Centro Internacional de Novas Mídias (ICNM – International Center for New Media), de Salzburg, Áustria.

A etapa global da edição 2015 será realizada dia 17 de setembro, em Baku, Azerbaijan, contando com representantes de 86 países.

Kidopi

Fundada em 2009, A Kidopi  tem como foco principal o compromisso com a qualidade e a inovação contínua, atuando no desenvolvimento de soluções em informática que permitem a modernização da gestão hospitalar e de pesquisas clinicas, sendo utilizado nos principais hospitais no pais do pais.

Em 2013, foi eleita a 3ª melhor empresa incubada do Brasil no Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador promovido pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

No mesmo ano, foi eleita pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o melhor software do Brasil na categoria e-health no World Summit Award, representando Brasil na fase internacional do concurso. Também recebeu menção honrosa na categoria empreendedor social no Prêmio Empreendedor de Sucesso promovido pela Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. Em 2010, recebeu o Prêmio Ideia Saudável, pela Secretaria de Estado São Paulo, dedicado a projetos inovadores que beneficiem usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em 2014, o diretor executivo da empresa, Mario Adolfi Júnior, foi pelo MIT Technology Review como um dos 10 jovens mais inovadores do Brasil.

Supera Parque

O Parque Tecnológico de Ribeirão Preto é resultado de uma parceria entre a Fipase (Fundação Instituto Polo Avançado de Saúde), Universidade de São Paulo (USP), Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo e está instalado no Campus da USP local. Nele, estão instalados a Supera Incubadora de Empresas, o Supera Centro de Tecnologia, a associação do Arranjo Produtivo Local (APL) da Saúde, o Polo Industrial de Software (PISO), além do Centro de Negócios.

Entre incubadora e centro de negócios, já são 50 as empresas instaladas no Parque,  atuantes nas áreas: de biotecnologia, medicina humana e veterinária, tecnologia da informação, além de empresas no ramo de equipamentos médico-hospitalares, odontológicos e instrumentação.

Fipase – A Fipase, criada em 2001, por meio de lei municipal, atua no desenvolvimento da indústria de equipamentos e produtos de saúde em Ribeirão Preto, e no apoio aos setores de tecnologia da informação, biotecnologia, química, fármacos e cosméticos. Mantida pela Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, a Fipase é a gestora da marca Supera que dá nome à Incubadora de Empresas, ao Centro de Tecnologia e ao Parque Tecnológico.

A reportagem referente ao assunto, veiculada no Jornal da EPTV, está disponível  AQUI

Referência: Portal de Informações da USP / Ribeirão Preto – Por: Assessoria de Imprensa do Supera Parque 

Home      Voltar
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP

Av. Bandeirantes, 3900 - Monte Alegre - CEP: 14049-900 Ribeirão Preto/SP.

acesse nossas comunidades logo_face  logo_tw  stoa-logo-white AlumniUSPTV_Complexo0 

Desenvolvido por Xpirit